Fies

Fies: Inadimplência alta trará alterações no financiamento

28 de março de 2017

Fies: Inadimplência alta trará alterações no financiamento, pois o programa federal já está com o total de 53% de inadimplência; o que tem gerado um rombo para os cofres públicos, conforme informações do Ministério da Educação.

Fies: Inadimplência alta trará alterações no financiamento

Só no ano de 2016, houve um rombo de 32,2 bilhões para o tesouro nacional de acordo com informações do Ministério da Educação. Na próxima semana; o MEC divulgará as informações relativas aos rombos do Fies e as alterações que serão implementadas para concessão do Financiamento Estudantil.

Ainda conforme o MEC até meados de abril serão divulgadas novas regras para o Fies. O programa federal de Financiamento Estudantil banca os cursos de graduação para alunos carentes; que são selecionados pelo programa. Um ano e meio após a conclusão do curso de graduação, os estudantes começam a devolver o dinheiro emprestado em prestações para quitação da dívida referente ao financiamento estudantil

Com o aumento da inadimplência, porque mais da metade dos alunos que concluíram seu curso; não têm quitado as dívidas relativas ao Fies, o governo implementará mudanças para concessão de novos financiamentos.

Alterações já anunciadas pelo MEC

O MEC já sinalizou algumas alterações para o Fies e em breve lançará as informações oficialmente. Estão abaixo as modificações que já foram veiculadas pelo ministério:

-O Fies continuará a priorizar cursos com nota 4 e 5 nas avaliações do MEC;

-Continuará com prioridade nas áreas de saúde, tecnologia e licenciaturas;

-Alterações nos prazos de duração dos empréstimos;

-Período de carência para início da quitação das prestações;

-Contribuição das instituições privadas para o fundo garantidor.

Pré-requisitos Fies

Conforme edital do programa, os pré-requisitos são ser de família com renda familiar bruta de no máximo três salários mínimos por pessoa; e ter prestado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010; além de possuir média das notas nas provas igual ou superior a 450, além de não ter zerado a redação.

Acesse outros vestibulares que estão disponíveis para 2017.

Conheça as Universidades e Institutos Federais de Educação que utilizam o Sisu para ingresso em seus diversos cursos.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply