Browsing Tag

Fies 2018

Fies 2018

Prorrogado prazo para complementar a inscrição Fies 2018

8 de março de 2018

Foi prorrogado para esta sexta-feira, 9 de março, o prazo para os estudantes pré-selecionados na chamada única do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) complementarem sua inscrição no Fies Seleção e; posteriormente, fecharem a contratação.

A prorrogação abrange as 80 mil vagas a juro zero, destinadas, neste primeiro semestre; aos estudantes que comprovarem renda per capital mensal familiar de até três salários mínimos.

P-Fies prorrogação do Resultado

Foi prorrogado para 16 de março, o período de divulgação dos resultados da pré-seleção das outras duas modalidades, o chamado P-Fies – que oferta, nos primeiros seis meses de 2018, 75 mil vagas.

Tais mudanças buscam preservar os interesses dos candidatos pré-selecionados em chamada única e que estiverem classificados em lista de espera”, explica o diretor de Políticas e Programas de Educação Superior do MEC, Vicente de Paula Almeida Júnior.

Novo Fies

O Novo Fies modernizou o modelo de financiamento estudantil, dividindo o programa em diferentes categorias, o que oferece mais condições a quem precisa e flexibilidade aos demais candidatos; a partir da renda familiar declarada.

Além da aplicação de juro zero ao estudante, o programa passa a contar com outras duas modalidades; denominadas P-Fies. Elas se destinam àqueles com renda familiar de até cinco salários mínimos. Para contemplar esse público, o Novo Fies terá recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

Cursos que podem ser financiados pelo Fies

Podem ser financiados cursos de graduação com conceito maior ou igual a três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes); ofertados pelas instituições de ensino superior participantes do Fies. Também estão aptos a fazer parte do programa os cursos que, ainda não avaliados pelo Sinaes; estejam autorizados para funcionamento pelo cadastro do MEC.

Acesse a página do Fies Seleção.

Fies 2018

Fies 2018: Inscrições abertas

19 de fevereiro de 2018

Fies 2018: Inscrições abertas referentes ao primeiro semestre de 2018; que terá o oferecimento de 310 mil vagas; sendo 155 mil vagas para o primeiro semestre letivo.

Fies 2018: Inscrições abertas

O prazo será encerrado, às 23h59 do dia 28 de fevereiro, e estarão disponíveis no site do Fies.

Em caso de pré-seleção em uma das vagas disponíveis para financiamento, o estudante deverá complementar informações da sua inscrição e; posteriormente, fechar a contratação do financiamento.

Modalidades Fies 2018

O Novo Fies possui diferentes modalidades, oferecendo condições a quem mais precisa e uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato.

Conforme edital, do total de vagas ofertadas, 100 mil terão juros zero para os estudantes que comprovarem uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos.

As outras duas modalidades, chamadas de P-Fies, destinam-se a estudantes com renda familiar de até cinco salários mínimos. Para atender a essa parcela de candidatos, o Novo Fies terá recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

Seleção Fies 2018

Para poder concorrer a uma vaga, o estudante deverá cumprir por antecipação os seguintes requisitos:

-Ter feito uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos, e obtido nota maior que zero na redação.

Cursos que poderão ser financiados

Poderão ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) ofertados pelas instituições de ensino superior participantes do Fies. Também poderão participar do programa os cursos que, ainda não avaliados pelo Sinaes, estejam autorizados para funcionamento pelo cadastro do MEC. Durante o curso, o estudante deverá ter rendimento para ser aprovado em todas as matérias.

Resultados Fies 2018

O resultado será publicado em 5 de março, em chamada única. No caso dos estudantes inscritos pelo P-Fies, a relação de selecionados sairá em 12 de março.

Lista de Espera Fies 2018

Com exceção do P-Fies; os candidatos não convocados poderão manifestar interesse por lista de espera entre 6 e 30 de março.

Acesse o Fies Seleção.

Fies 2018

Cronograma Fies 2018

16 de fevereiro de 2018

Cronograma Fies 2018 referente ao Financiamento Estudantil, que garante financiamento para custeio da graduação em Instituições de Ensino Particulares.

Cronograma Fies 2018

Todo o processo relativo à inscrição será realizado pela internet entre os dias 19 e 28 de fevereiro de 2018. Acesse o site do Fies e preencha os dados.

Resultados Fies 2018

O resultado deverá ser publicado no dia 5 de março, em chamada única. No caso dos estudantes inscritos pelo P-FIES a relação de selecionados deverá ser publicada no dia 12 seguinte.

Lista de Espera FIES 2018

Com exceção do P-FIES, os candidatos não convocados poderão manifestar interesse por lista de espera entre os dias 6 e 30 de março.

Os selecionados deverão acessar o SisFies para concluir a inscrição e validar seus dados na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) em até dez dias. Além disso, será necessário comparecer a um agente financeiro do FIES em até 20 dias com a documentação exigida e formalizar a contratação do financiamento.

Veja os passos para realizar a inscrição junto ao Fies 2018

Para efetivar a inscrição, o candidato deverá informar os dados pessoais e do grupo familiar. Além disso, será necessário definir o grupo de preferência; que levará em consideração os seguintes itens: estado; município; nomenclatura do curso; conceito pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes); e área e subárea do conhecimento.

Poderão se inscrever estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em edições a partir de 2010; com média acima de 450 pontos e sem ter zerado a redação.

De acordo com o Edital, estudantes com renda familiar de até cinco salários-mínimos por mês podem se inscrever na FIES. No entanto, aqueles com rendimentos mensais de três até cinco salários somente poderão se inscrever na modalidade chamada de P-FIES.

O estudante deverá indicar até três opções de cursos, em ordem de prioridade e poderá alterar essas opções quantas vezes achar necessário até o fim do prazo de inscrições. Para fins de classificação será considerada a última alteração feita.

Vagas oferecidas Fies 2018

De acordo com o edital, a  expectativa é o oferecimento de 310 mil novas vagas, sendo 100 mil delas a juros zero, de acordo com a faixa em que o estudante se enquadrar.

Novo FIES

No final de 2017, o governo anunciou mudanças referentes ao FIES, entre elas a criação de três faixas de financiamento, beneficiando grupos diferentes. Abaixo os detalhes de cada uma:

FIES 1 – Fundo Garantidor

– 100 mil vagas para todo o Brasil;
– Fonte de recurso: Tesouro Nacional;
– Juros zero com correção da inflação;
– Prestações de, no máximo, 10% da renda familiar;
– Renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa.

FIES 2 – Regional

– 150 mil vagas para Centro-Oeste, Nordeste e Norte;
– Fonte de recurso: Fundos Constitucionais do Centro-Oeste, Nordeste e Norte;
-Taxa de juros varia de acordo com a instituição financeira onde foi fechado o financiamento;
– Renda familiar mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.

FIES 3 – Desenvolvimento

– 60 mil vagas, com possibilidade de aumento para 80 mil;
– Fonte de recurso: BNDES e fundos de desenvolvimento regionais do Centro-Oeste, Nordeste e Norte;
– Taxa de juros varia de acordo com a instituição financeira onde foi fechado o financiamento;
– Renda familiar mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.

Fies 2018

Edital Fies 2018

16 de fevereiro de 2018

Edital Fies 2018 foi disponibilizado pelo Ministério da Educação, que publicou no Diário Oficial da União (DOU) de hoje, 16 de fevereiro, as informações referentes ao Fundo de Financiamento Estudantil para o primeiro semestre de 2018.

Inscrições Fies 2018

Todo o processo relativo à inscrição será realizado pela internet entre os dias 19 e 28 de fevereiro de 2018. Acesse o site do Fies e preencha os dados.

Veja os passos para realizar a inscrição

Para efetivar a inscrição, o candidato deverá informar os dados pessoais e do grupo familiar. Além disso, será necessário definir o grupo de preferência; que levará em consideração os seguintes itens: estado; município; nomenclatura do curso; conceito pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes); e área e subárea do conhecimento.

Poderão se inscrever estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em edições a partir de 2010; com média acima de 450 pontos e sem ter zerado a redação.

De acordo com o Edital, estudantes com renda familiar de até cinco salários-mínimos por mês podem se inscrever na FIES. No entanto, aqueles com rendimentos mensais de três até cinco salários somente poderão se inscrever na modalidade chamada de P-FIES.

O estudante deverá indicar até três opções de cursos, em ordem de prioridade e poderá alterar essas opções quantas vezes achar necessário até o fim do prazo de inscrições. Para fins de classificação será considerada a última alteração feita.

Vagas oferecidas Fies 2018

A expectativa é o oferecimento de 310 mil novas vagas, sendo 100 mil delas a juros zero, de acordo com a faixa em que o estudante se enquadrar.

Resultados Fies 2018

O resultado deverá ser publicado no dia 5 de março, em chamada única. No caso dos estudantes inscritos pelo P-FIES a relação de selecionados deverá ser publicada no dia 12 seguinte. Com exceção do P-FIES, os candidatos não convocados poderão manifestar interesse por lista de espera entre os dias 6 e 30 de março.

Os selecionados deverão acessar o SisFies para concluir a inscrição e validar seus dados na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) em até dez dias. Além disso, será necessário comparecer a um agente financeiro do FIES em até 20 dias com a documentação exigida e formalizar a contratação do financiamento.

Novo FIES

No final de 2017, o governo anunciou algumas mudanças no FIES, entre elas a criação três faixas de financiamento, beneficiando grupos diferentes. Abaixo os detalhes de cada uma:

FIES 1 – Fundo Garantidor

– 100 mil vagas para todo o Brasil;
– Fonte de recurso: Tesouro Nacional;
– Juros zero com correção da inflação;
– Prestações de, no máximo, 10% da renda familiar;
– Renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa.

FIES 2 – Regional

– 150 mil vagas para Centro-Oeste, Nordeste e Norte;
– Fonte de recurso: Fundos Constitucionais do Centro-Oeste, Nordeste e Norte;
-Taxa de juros varia de acordo com a instituição financeira onde foi fechado o financiamento;
– Renda familiar mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.

FIES 3 – Desenvolvimento

– 60 mil vagas, com possibilidade de aumento para 80 mil;
– Fonte de recurso: BNDES e fundos de desenvolvimento regionais do Centro-Oeste, Nordeste e Norte;
– Taxa de juros varia de acordo com a instituição financeira onde foi fechado o financiamento;
– Renda familiar mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.

Outra mudança adotada no programa foi o estabelecimento de critérios para a manutenção do subsídio.

Fies 2018

Algumas Instituições não aderem ao Fies 2018

7 de fevereiro de 2018

Algumas Instituições não aderem ao Fies 2018, pois desde que a Câmara dos Deputados aprovou, em outubro de 2017; a Medida Provisória (MP) referente às mudanças nas regras do Fundo de Financiamento Estudantil; as instituições de Ensino Superior privadas já demostravam descontentamento com a proposta do governo federal.

A Medida Provisória foi sancionada em dezembro de 2017 pelo Presidente da República e já tem força de lei para implementação do programa federal.

FG-Fies

De acordo com as Instituições o Fundo Garantidor, FG -Fies, é o principal item que preocupa, pois as mantenedoras terão que garantir o recurso financeiro, caso haja descumprimento do contrato por parte do aluno. Conforme as novas regras, as Instituições particulares deverão fazer parte do FG-Fies, que garantirá recursos ao Financiamento Estudantil, juntamente com a União.

Algumas Instituições não aderem ao Fies 2018

Na lista das universidades que não aderiram ao Novo Fies estão PUCRS, Unisinos, Universidade de Passo Fundo (UPF), Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Centro Universitário Franciscano (Unifra), de Santa Maria, e Universidade de Caxias do Sul (UCS).

As Instituições de Ensino alegam que falta clareza nas novas regras do Financiamento; além de terem de arcar com a inadimplência do Fies, se houver. Alegam que os contratos que já foram firmados serão respeitados até o final.

Modalidades do Novo Fies

De acordo com informações do MEC, o Novo Fies será composto por três modalidades que são:

Fies 1

Vagas: 100 mil vagas
Público: estudantes com renda familiar de até três salários mínimos per capita.
Taxa de juros real igual a zero.

Fies 2 

Vagas: 150 mil
Público: alunos com renda familiar de até cinco salários mínimos per capita das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com recursos de Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

Fies 3 

Vagas: 60 mil
Público: estudantes com renda familiar de até cinco salários mínimos per capita de todo o país.

Fies 2018

Fies 2018 Modalidades de financiamento

2 de fevereiro de 2018

Fies 2018 Modalidades de financiamento para estudantes carentes, que necessitem financiamento para cursos de graduação oferecidos nas Instituições particulares de ensino.

Fies 2018 Inscrições

As inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referentes o primeiro semestre de 2018 estarão abertas entre 19 e 23 de fevereiro.

As inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet, no site do Fies Seleção. Em caso de pré-seleção em uma das vagas disponíveis para financiamento, o estudante deverá complementar informações da sua inscrição e, posteriormente, fechar a contratação do financiamento.

O Novo Fies é um modelo de financiamento estudantil moderno; que divide o programa em diferentes modalidades; oferecendo condições a quem mais precisa e uma escala de financiamentos; que varia conforme a renda familiar do candidato.

Fies 2018: Vagas oferecidas

Serão 310 mil novas vagas para 2018. Na primeira modalidade, serão ofertadas 100 mil vagas com juros zero para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos. Candidatos incluídos nessa situação começarão a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda; dessa forma, os encargos diminuem consideravelmente.

As outras duas modalidades de financiamento são para estudantes com renda familiar de até cinco salários mínimos. Para atender a essa parcela de candidatos, o Novo Fies terá recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

Com a implantação do Novo Fies, o estudante passará a conhecer o valor integral do curso a ser financiado durante a assinatura do contrato. Tal alteração melhora as condições de financiamento para o candidato; e essa transparência também vai ajudá-lo a escolher melhor o curso e a instituição de ensino.

 

Seleção de estudantes

Para poder concorrer a uma vaga, o candidato deverá cumprir por antecipação os seguintes requisitos:

-Ter feito uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos, e não ter zerado a redação.

-Ao longo do curso, o estudante deverá ter rendimento para ser aprovado em todas as matérias.

Cursos que poderão ser financiados pelo Fies

Poderão ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) ofertados pelas instituições de ensino superior participantes do Fies.

Poderão participar ainda do programa os cursos que, ainda não avaliados pelo Sinaes, estejam autorizados para funcionamento pelo cadastro do MEC.

Maiores informações podem ser consultadas no hotsite do programa.

Fies 2018

Fies 2018 Data de Inscrição

2 de fevereiro de 2018

Fies 2018 Data de Inscrição referentes ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o primeiro semestre de 2018. Elas poderão ser feitas no site do programa (http://fiesselecao.mec.gov.br), no período de 19 a 28 de fevereiro de 2018.

A partir desta edição, o financiamento funcionará sob novas regras, cujas normas foram publicadas no Diário Oficial da União de sexta-feira, 29 de dezembro de 2017.

Requisitos Fies 2018

Abaixo os requisitos para o Financiamento Estudantil:

-Ter participado do Enem a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e nota na redação superior a 0 (zero).

-Possuir renda familiar mensal bruta per capita de: a) até 3 (três) salários mínimos, na modalidade de financiamento do Fies; b) até 5 (cinco) salários mínimos, na modalidade de financiamento do P-Fies.

-Durante o curso, o estudante deverá ter rendimento para ser aprovado em todas as matérias.

Fies 2018

Abaixo as mudanças aprovadas pelo Congresso:

Fies 1 (sucessor do modelo existente)

-Para estudantes com renda familiar de até 3 salários mínimos per capita;
-Taxa de juros real igual a zero;
-Acaba a carência de 18 meses após o fim do curso e o estudante terá que começar a pagar assim que se formar;
-Os recursos virão de um Fundo Garantidor, mantido obrigatoriamente pelas faculdades, que terão que fazer aportes proporcionais à sua taxa de inadimplência.

Fies 2 (nova modalidade)

-Para estudantes com renda familiar de até 5 salários mínimos per capita;
-Taxas de juros usadas para empréstimos dos fundos regionais, hoje na ordem de 2,5% a 3%;
-Os recursos virão de bancos regionais do Norte, Nordeste e Centro-Oeste e os fundos constitucionais de financiamento dessas regiões. Os empréstimos serão geridos por esses bancos;
-Os financiamentos só poderão ser concedidos nessas regiões. Objetivo é diminuir as desigualdades regionais.

Fies 3 (nova modalidade)

-Para estudantes com renda familiar de até 5 salários mínimos per capita;

-Recursos virão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os contratos serão geridos por bancos privados;

-Financiamentos poderão ser concedidos para estudantes de todo o país.

Critérios Fies 2018

A partir do primeiro semestre de 2018; os estudantes beneficiados pelo programa deverão obter aproveitamento acadêmico mínimo de 75% no último semestre cursado.

De acordo com a Resolução, este mecanismo foi criado para que os estudantes financiados pelo Fies sejam capazes de concluir o curso de graduação. No entanto, a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) poderá ainda autorizar a continuidade do beneficio, por até duas vezes; caso o estudante não alcance o aproveitamento e apresente as devidas justificativas.

De acordo com edital do Fies, poderão ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) ofertados pelas instituições de ensino superior participantes do Fies.

Também poderão participar do programa os cursos que, ainda não avaliados pelo Sinaes, estejam autorizados para funcionamento pelo cadastro do MEC.

Fies 2018

Fies 2018: Adesão de autarquias municipais e estaduais

26 de janeiro de 2018

Fies 2018: Adesão de autarquias municipais e estaduais como forma de ampliar o acesso à formação superior no Brasil.

De acordo com informações do Ministério da Educação, houve extensão para as autarquias de educação superior estaduais e municipais; que terão a possibilidade de adesão ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Elas totalizam 111 instituições de todo o país serão beneficiadas com a medida.

Conforme informações de Mendonça Filho “Nós estamos liberando o acesso ao Fies aos estudantes das autarquias de ensino brasileiras. A partir daqui, esses estudantes terão acesso ao Fies, o que é um grande benefício, porque faculta oportunidade de acessar a educação superior por parte de milhares de estudantes em todo o país”, celebrou Mendonça Filho. “O Fies passa por uma transformação muito grande. É um leque de oportunidade que está sendo ofertado para todo o Brasil”, completou.

Tal mudança atingirá instituições criadas pelo poder público municipal ou estadual antes da promulgação da Constituição Federal de 1988 e que não são mantidas total ou predominantemente por recursos públicos. A oferta de vagas por meio do Fies deverá ser restrita aos cursos não gratuitos dessas autarquias. Atualmente, apenas 14 autarquias municipais ofertam vagas pelo Fundo de Financiamento Estudantil.

Adesão ao Fies – Financiamento Estudantil

De acordo com o MEC, para solicitar a adesão ao Fies, a mantenedora da instituição deverá possuir credenciamento da entidade de educação superior no Cadastro eMec e; a partir daí, requerer migração para a categoria administrativa especial, com fundamento no artigo 242 da Constituição.

Além disso, também será preciso ter participado do último Censo da Educação Superior; além de apresentar o balanço patrimonial e Demonstrativo de Resultado de Exercício (DRE) e o Termo de Constituição da Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento do Fies e do P-Fies (CPSA). Após o preenchimento dos formulários eletrônicos a mantenedora deverá concluir a solicitação assinando eletronicamente o Termo de Adesão ao Fies, ao FG-Fies e ao P-Fies.

Fonte Ministério da Educação

Fies 2018

Fies 2018: Inscrição de 19 a 28 de fevereiro

23 de janeiro de 2018

Fies 2018: Inscrição de 19 a 28 de fevereiro referentes ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o primeiro semestre de 2018. Elas poderão ser feitas no site do programa (http://fiesselecao.mec.gov.br).

A partir desta edição, o financiamento funcionará sob novas regras. As normas foram publicadas no Diário Oficial da União de sexta-feira, 29 de dezembro.

Requisitos Fies 2018

Abaixo os requisitos para o Financiamento Estudantil:

-Ter participado do Enem a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e nota na redação superior a 0 (zero).

-Possuir renda familiar mensal bruta per capita de: a) até 3 (três) salários mínimos, na modalidade de financiamento do Fies; b) até 5 (cinco) salários mínimos, na modalidade de financiamento do P-Fies.

-Durante o curso, o estudante deverá ter rendimento para ser aprovado em todas as matérias.

Fies 2018

Abaixo as mudanças aprovadas pelo Congresso:

Fies 1 (sucessor do modelo existente)

-Para estudantes com renda familiar de até 3 salários mínimos per capita;
-Taxa de juros real igual a zero;
-Acaba a carência de 18 meses após o fim do curso e o estudante terá que começar a pagar assim que se formar;
-Os recursos virão de um Fundo Garantidor, mantido obrigatoriamente pelas faculdades, que terão que fazer aportes proporcionais à sua taxa de inadimplência.

Fies 2 (nova modalidade)

-Para estudantes com renda familiar de até 5 salários mínimos per capita;
-Taxas de juros usadas para empréstimos dos fundos regionais, hoje na ordem de 2,5% a 3%;
-Os recursos virão de bancos regionais do Norte, Nordeste e Centro-Oeste e os fundos constitucionais de financiamento dessas regiões. Os empréstimos serão geridos por esses bancos;
-Os financiamentos só poderão ser concedidos nessas regiões. Objetivo é diminuir as desigualdades regionais.

Fies 3 (nova modalidade)

-Para estudantes com renda familiar de até 5 salários mínimos per capita;

-Recursos virão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os contratos serão geridos por bancos privados;

-Financiamentos poderão ser concedidos para estudantes de todo o país.

De acordo com edital do Fies, poderão ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) ofertados pelas instituições de ensino superior participantes do Fies.

Também poderão participar do programa os cursos que, ainda não avaliados pelo Sinaes, estejam autorizados para funcionamento pelo cadastro do MEC.

Fies 2018

Fies 2018 Inscrições a partir de 19 de fevereiro

2 de janeiro de 2018

Fies 2018 Inscrições a partir de 19 de fevereiro referentes ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o primeiro semestre de 2018. Elas poderão ser feitas, até o dia 28 de fevereiro, no site do programa (http://fiesselecao.mec.gov.br).

A partir desta edição, o financiamento funcionará sob novas regras. As normas foram publicadas no Diário Oficial da União de sexta-feira, 29 de dezembro.

As mantenedoras das instituições de ensino superior interessadas em participar do processo seletivo deverão assinar um termo de participação entre 3 de janeiro de 2018 até as 23h59 do dia 19 de janeiro.

Requisitos Fies 2018

Abaixo os requisitos para o Financiamento Estudantil:

-Ter participado do Enem a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e nota na redação superior a 0 (zero).
-Possuir renda familiar mensal bruta per capita de: a) até 3 (três) salários mínimos, na modalidade de financiamento do Fies; b) até 5 (cinco) salários mínimos, na modalidade de financiamento do P-Fies.

Fies 2018

Abaixo as mudanças aprovadas pelo Congresso:

Fies 1 (sucessor do atual modelo)

-Para estudantes com renda familiar de até 3 salários mínimos per capita
Taxa de juros real igual a zero;
-Acaba a carência de 18 meses após o fim do curso e o estudante terá que começar a pagar assim que se formar;
-Os recursos virão de um Fundo Garantidor, mantido obrigatoriamente pelas faculdades, que terão que fazer aportes proporcionais à sua taxa de inadimplência. A União está autorizada a colocar até R$ 3 bilhões nesse fundo. O texto-base previa que a União não poderia fazer aportes adicionais, mas esse trecho foi retirado do projeto.

Fies 2 (nova modalidade)

-Para estudantes com renda familiar de até 5 salários mínimos per capita
Taxas de juros usadas para empréstimos dos fundos regionais, hoje na ordem de 2,5% a 3%;
-Os recursos virão de bancos regionais do Norte, Nordeste e Centro-Oeste e os fundos constitucionais de financiamento dessas regiões. Os empréstimos serão geridos por esses bancos;
-Os financiamentos só poderão ser concedidos nessas regiões. Objetivo é diminuir as desigualdades regionais.

Fies 3 (nova modalidade)

-Para estudantes com renda familiar de até 5 salários mínimos per capita;

-Recursos virão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os contratos serão geridos por bancos privados;

-Financiamentos poderão ser concedidos para estudantes de todo o país.