Browsing Tag

Inscrição

Fies 2018-2

Publicada da Portaria referente ao Fies 2018-2

6 de julho de 2018

O Ministério da Educação, MEC, publicou hoje 6 de julho, a Portaria 638 referente ao processo seletivo do Fies para o segundo semestre de 2018.

Veja a portaria do Fies 2018-2 na íntegra

Inscrições Fies 2018-2

As inscrições serão realizadas no período de 16 a 22 de julho no site do programa (//fiesselecao.mec.gov.br)

Quem poderá ser inscrever?

Poderá se inscrever o candidato que:

-Tenha participado do Enem a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e nota na redação superior a zero;

-Possua renda familiar mensal bruta per capita de:

a) até três salários mínimos, na modalidade de financiamento do Fies, nos termos do art. 5º-C da Lei nº 10.260, de 2001; e

b) até cinco salários mínimos, na modalidade de financiamento do P-Fies, nos termos dos arts. 15-D a 15-M da Lei nº 10.260, de 2001.

Como Pesquisar a vaga do Fies 2018-2?

Para realizar a pesquisa de vaga para inscrição, o candidato deverá escolher estado, município e nomenclatura do curso, e indicar, alternativamente:

I – conceito de curso; ou

II – instituição de educação superior e local de oferta.

Ao finalizar a pesquisa, o candidato terá como resultado o grupo de preferência constituído de subárea de conhecimento; combinada com conceito atribuído pelo Sinaes aos cursos de determinada mesorregião; que compõem a subárea referida, no qual constará(ão) o(s) curso(s) pretendido(s) para inscrição.

-Durante o período de inscrição, o candidato poderá alterar a sua opção de grupo de preferência, bem como efetuar o seu cancelamento.

Vagas oferecidas Fies 2018-2

No total, cerca de 150 mil novas vagas deverão ser oferecidas; já que a expectativa é que 310 mil novos contratos sejam fechados ainda em 2018.

Classificação de Candidatos

A classificação dos candidatos seguirá os critérios, conforme portaria do MEC:

I – candidatos que não tenham concluído o ensino superior e não tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil;

II – candidatos que não tenham concluído o ensino superior, já tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil e o tenham quitado;

III – candidatos que já tenham concluído o ensino superior e não tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil;

IV – candidatos que já tenham concluído o ensino superior e tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil e o tenham quitado.

Desempate de candidatos Fies 2018-2

Conforme Portaria os critérios para desempate serão:

I – maior nota na redação;

II – maior nota na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;

III – maior nota na prova de Matemática e suas Tecnologias;

IV – maior nota na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias; e

V – maior nota na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Novidades Fies

Entre as novidades referentes ao Fies do segundo semestre está o retorno do limite máximo do valor das mensalidades cobertas pelo fundo. Ele voltará a cursos com mensalidades de até R$ 7 mil, ou R$ 42 mil por semestre.

Veja outras novidades referentes ao Fies

No primeiro semestre, o limite era de R$ 30 mil, o que permitia que apenas cursos com mensalidade de até R$ 5 mil pudessem participar do financiamento.

O “teto da semestralidade”, cujo limite é de R$ 42 mil já existia no antigo modelo do Fies, mas foi reduzido no lançamento do Novo Fies, com o objetivo de garantir a  “sustentabilidade” do programa, conforme informações do MEC.

Os estudantes com problemas de pagamento do Fies poderão renegociar suas dívidas, veja mais.

Fies 2018

Prorrogado prazo para complementar a inscrição Fies 2018

8 de março de 2018

Foi prorrogado para esta sexta-feira, 9 de março, o prazo para os estudantes pré-selecionados na chamada única do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) complementarem sua inscrição no Fies Seleção e; posteriormente, fecharem a contratação.

A prorrogação abrange as 80 mil vagas a juro zero, destinadas, neste primeiro semestre; aos estudantes que comprovarem renda per capital mensal familiar de até três salários mínimos.

P-Fies prorrogação do Resultado

Foi prorrogado para 16 de março, o período de divulgação dos resultados da pré-seleção das outras duas modalidades, o chamado P-Fies – que oferta, nos primeiros seis meses de 2018, 75 mil vagas.

Tais mudanças buscam preservar os interesses dos candidatos pré-selecionados em chamada única e que estiverem classificados em lista de espera”, explica o diretor de Políticas e Programas de Educação Superior do MEC, Vicente de Paula Almeida Júnior.

Novo Fies

O Novo Fies modernizou o modelo de financiamento estudantil, dividindo o programa em diferentes categorias, o que oferece mais condições a quem precisa e flexibilidade aos demais candidatos; a partir da renda familiar declarada.

Além da aplicação de juro zero ao estudante, o programa passa a contar com outras duas modalidades; denominadas P-Fies. Elas se destinam àqueles com renda familiar de até cinco salários mínimos. Para contemplar esse público, o Novo Fies terá recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

Cursos que podem ser financiados pelo Fies

Podem ser financiados cursos de graduação com conceito maior ou igual a três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes); ofertados pelas instituições de ensino superior participantes do Fies. Também estão aptos a fazer parte do programa os cursos que, ainda não avaliados pelo Sinaes; estejam autorizados para funcionamento pelo cadastro do MEC.

Acesse a página do Fies Seleção.

Fies 2019

Inscrição do Fies 2019

6 de março de 2018

As inscrições do FIES 2019, o Novo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), será realizada no início de 2019. O programa do governo oferece empréstimos para estudantes fazerem o Ensino Superior em universidades privadas.

Como se inscrever no FIES 2019

  • Os candidatos devem acessar o site //fiesselecao.mec.gov.br e clicar no link em “Primeiro Acesso”.
  • Na sequencia é preciso digitar o CPF e data de nascimento do candidato. O sistema fará uma busca pelo boletim de desempenho do estudante no Exame Nacional do Ensino Médio – Enem – e solicitará uma senha e endereço de email.
  • Em seguida será preciso acessar o endereço de e-mail cadastrado anteriormente e abrir a mensagem enviada pelo programa. Neste email haverá um link de ativação para que o estudante pode se inscrever no Fies.
  • Uma vez ativada a conta, é preciso voltar para o site de Seleção do Fies e clicar em “Já sou registrado”.
  • Será solicitada a senha previamente cadastrada. É só digitá-la juntamente com o email.
  • O candidato deverá preencher os dados pessoais e informar a renda de cada membro da sua família (daqueles que residem na mesma casa).
  • Para finalizar a inscrição, o aluno deve escolher uma das modalidades do Fies e escolher até 3 opções de curso.
  • Normalmente é possível alterar as opções de curso enquanto as inscrições estão abertas.

Requisitos para se inscrever no Fies

Para se inscrever no Fies é preciso atender a algumas condições:

  • ter participado do Enem a partir da edição de 2010 e obtida a média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos, e a nota de redação ser maior do que 0 (zero).
  • ter renda familiar bruta mensal per capita de: i) até 3 (três) salários mínimos, na forma de financiamento do Fies; ii) 3 (três) a 5 (cinco) salários mínimos, na forma de financiamento da P-Fies (quando o agente financeiro é o banco).

Modalidades do Fies

O novo Fies tem duas modalidades:

  • Fies: se aplica aos inscritos precisam ter renda familiar per capita de até 3 salários mínimos. Neste tipo de financiamento, o pagamento será feito com zero de juros. Se o aluno se encaixa nessa faixa de renda, ele só pode participar do P-Fies se não há vaga para o curso que deseja na primeira modalidade.
  • P-Fies: se aplica aos inscritos cuja renda familiar per capita está entre 3 e 5 salários mínimos. Nesta modalidade, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito (banco).

Inscrição no Fies 2019

Pagamento do empréstimo do Fies 2019

Os candidatos aprovados no Fies, que tenham renda familiar per capita de até 3 salários mínimos, terão que pagar durante o curso, mensalmente, uma taxa de coparticipação.

Após a conclusão da graduação, o estudante deverá quitar a dívida de acordo com a sua realidade financeira, sendo que a parcela a ser paga variará de acordo com sua renda.

Notas de corte do Fies

O sistema do Fies calcula, diariamente, a nota de corte parcial de cada curso inscrito no programa de acordo com as notas dos candidatos que se inscreveram e o número de vagas disponíveis naquele curso/instituição.

Essa nota de corte poderá ser usada pelos candidatos como referência para escolha do curso que tem mais chance de ser aprovado. O candidato pode alterar a opção de curso até o último dia de inscrição aberta.

Critérios para seleção dos candidatos no Fies

A nota do Enem é um dos critérios para seleção. No entanto, há outros critérios, tais como (em ordem de prioridade):

  • Candidatos que ainda não concluíram o ensino superior e que não tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil;
  • Candidatos que ainda não concluíram o ensino superior, mas já foram beneficiados pelo financiamento estudantil e quitaram a dívida;
  • Candidatos que já tenham concluído o ensino superior e que não tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil;
  • Candidatos que já tenham concluído o ensino superior e foram beneficiados pelo financiamento estudantil e quitaram a divida.

Resultado do Fies 2019

A divulgação do resultado do Fies 2019 ainda não tem data determinada. Normalmente é divulgada a lista de aprovados no Fies, e alguns dias depois, o resultado com a lista de aprovados no P-Fies.

Fies 2018

Fies 2018: Inscrição de 19 a 28 de fevereiro

23 de janeiro de 2018

Fies 2018: Inscrição de 19 a 28 de fevereiro referentes ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o primeiro semestre de 2018. Elas poderão ser feitas no site do programa (//fiesselecao.mec.gov.br).

A partir desta edição, o financiamento funcionará sob novas regras. As normas foram publicadas no Diário Oficial da União de sexta-feira, 29 de dezembro.

Requisitos Fies 2018

Abaixo os requisitos para o Financiamento Estudantil:

-Ter participado do Enem a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e nota na redação superior a 0 (zero).

-Possuir renda familiar mensal bruta per capita de: a) até 3 (três) salários mínimos, na modalidade de financiamento do Fies; b) até 5 (cinco) salários mínimos, na modalidade de financiamento do P-Fies.

-Durante o curso, o estudante deverá ter rendimento para ser aprovado em todas as matérias.

Fies 2018

Abaixo as mudanças aprovadas pelo Congresso:

Fies 1 (sucessor do modelo existente)

-Para estudantes com renda familiar de até 3 salários mínimos per capita;
-Taxa de juros real igual a zero;
-Acaba a carência de 18 meses após o fim do curso e o estudante terá que começar a pagar assim que se formar;
-Os recursos virão de um Fundo Garantidor, mantido obrigatoriamente pelas faculdades, que terão que fazer aportes proporcionais à sua taxa de inadimplência.

Fies 2 (nova modalidade)

-Para estudantes com renda familiar de até 5 salários mínimos per capita;
-Taxas de juros usadas para empréstimos dos fundos regionais, hoje na ordem de 2,5% a 3%;
-Os recursos virão de bancos regionais do Norte, Nordeste e Centro-Oeste e os fundos constitucionais de financiamento dessas regiões. Os empréstimos serão geridos por esses bancos;
-Os financiamentos só poderão ser concedidos nessas regiões. Objetivo é diminuir as desigualdades regionais.

Fies 3 (nova modalidade)

-Para estudantes com renda familiar de até 5 salários mínimos per capita;

-Recursos virão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os contratos serão geridos por bancos privados;

-Financiamentos poderão ser concedidos para estudantes de todo o país.

De acordo com edital do Fies, poderão ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) ofertados pelas instituições de ensino superior participantes do Fies.

Também poderão participar do programa os cursos que, ainda não avaliados pelo Sinaes, estejam autorizados para funcionamento pelo cadastro do MEC.