Saiba se durante a faculdade é melhor ser jovem aprendiz ou estagiário

São muitos os universitários que têm dúvidas sobre como devem iniciar sua carreira. Geralmente, na faixa etária dos calouros, dois tipos de oportunidade são disponibilizadas: as vagas de jovem aprendiz ou de estagiário.

Com o intuito de falar mais sobre esse assunto, explicamos as diferenças entre os programas de estágio e os de jovem aprendiz. A partir daí, ajudaremos os nossos leitores a decidir qual das duas oportunidades é a mais indicada para quem está cursando a universidade.

Boa leitura!

Quais os pré-requisitos para ingressar em estágios e em vagas do programa Jovem Aprendiz?

É preciso ter em mente que os candidatos a vagas nesses dois programas devem atender a alguns pré-requisitos. Abaixo, explicamos esse ponto em mais detalhes.

Jovem aprendiz

Para ser jovem aprendiz, é necessário ter idades entre 14 e 24 anos e estar devidamente matriculado em uma escola. Quanto ao grau de instrução, os empregadores podem exigir como pré-requisito a conclusão do ensino fundamental ou a matrícula em uma das séries do ensino médio.

Ademais, as empresas podem ter como critério de contratação uma renda familiar máxima, de maneira a priorizar a contratação de estudantes mais pobres.

Estagiários

Já os estagiários devem ter idades iguais ou superiores a 16 anos. Ademais, é necessário que os candidatos às vagas estejam devidamente matriculados em cursos de graduação, graduações tecnológicas ou cursos técnicos de nível médio.

É preciso ressaltar também que a supervisão dos diversos tipos de estágio deve ser feita pela instituição de ensino a que está vinculada o estagiário.

Estágio ou jovem aprendiz: qual escolher?

Agora que você já sabe os pré-requisitos para estágios e para vagas do programa Jovem Aprendiz, podemos mostrar como você pode escolher a oportunidade que melhor se enquadra no seu perfil. Primeiramente, devemos enfatizar que é perda de tempo se candidatar para vagas para os quais o seu perfil não é adequado.

Assim, se você é estudante de nível superior, conseguir acesso às vagas disponibilizadas pelo programa Jovem Aprendiz pode ser mais difícil. Da mesma forma, jovens que têm idades inferiores a 16 anos não podem se candidatar a estágios.

Ademais, tenha em vista o que você pretende, seus objetivos. Somente para exemplificar, se o que você busca é mais contato com sua área de estudos, talvez o estágio seja a opção mais adequada. Aliás, o estágio funciona justamente como uma forma de iniciar os estudantes nas áreas em que eles pretendem atuar.

Por outro lado, se o que você deseja é ter uma experiência registrada em carteira de trabalho de maneira a facilitar novas experiências, então as vagas do Jovem Aprendiz são as mais indicadas. Diga-se de passagem, são muitos os casos de aprendizes que terminam sendo contratados de maneira definitiva, depois de terminado o prazo do contrato especial de trabalho.

Assim, podemos dizer que a escolha entre essas modalidades de inserção no mercado de trabalho deve ser orientada pelos planos de cada jovem. Dito de outro modo, não há uma opção melhor do que a outra.

E ai caro leitor, agora que já leu nosso artigo, já decidiu qual dessas duas opções se encaixam melhor em seu perfil? Comente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *