O que fazer para receber o Auxílio Brasil

Muitos brasileiros ainda tem dúvidas sobre o que fazer para receber o Auxílio Brasil. Primeiramente, é importante verificar quem tem direito a receber o benefício. Pelo aplicativo Auxílio Brasil é possível verificar o valor a que tem direito e o calendário de pagamentos. Veja mais detalhes abaixo:

1. Cadastramento

​Se sua família se encaixa em uma das faixas de renda definidas pelo Programa, procure o setor responsável pelo Auxílio Brasil no seu município. É necessária a apresentação do documento de identificação para fazer parte do Cadastro Único (CadÚnico) dos Programas Sociais do Governo Federal.
Caso faça parte do Cadastro Único, é necessário que seus dados estejam atualizados.

2. Seleção

​​A seleção das famílias é feita pelo Ministério da Cidadania com base nos dados inseridos pelas prefeituras no Cadastro Único. Esse processo é realizado mensalmente considerando a composição familiar e a renda de cada integrante.

3. Pagamento

​Após a seleção realizada pelo Ministério da Cidadania, será concedida parcela do Programa Auxílio Brasil. As parcelas são disponibilizadas mensalmente, conforme calendário de pagamento.

Requisitos

​Para que a família seja contemplada pelo Programa Auxílio Brasil é necessário:

  • Estar cadastrada, pela prefeitura, no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal;
  • Ser selecionada pelo Ministério da Cidadania;
  • Estar em situação de pobreza ou de extrema pobreza. Para as famílias em situação de pobreza é necessário que apresentem, em sua composição, gestantes, nutrizes (mães que amamentam), crianças, adolescentes ou jovens entre 0 e 21 anos incompletos.

Manutenção do benefício

Para manutenção da família como beneficiária no Auxílio Brasil deverão ser cumpridas as seguintes condicionalidades do Programa:

  • Realização do pré-natal;
  • Acompanhamento do calendário nacional de vacinação;
  • Acompanhamento do estado nutricional;
  • Frequência escolar mínima definida em regulamento;
  • Matrícula em estabelecimento de ensino regular para jovens entre 18 a 21 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.