Enem 2020 tem mudanças no calendário

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) publicou nesta quarta-feira, 22 de abril, as mudanças anunciadas no calendário do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Conforme já foi anunciado, a principal mudança foi a alteração da data da edição digital para 22 e 29 de novembro. De acordo com o anunciado, a aplicação das provas impressas permanecem para os dias 1º e 8 de novembro. Essas mudanças foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU).

A publicação dos editais veio como confirmação das mudanças já anunciadas nos portais do Inep e do Ministério da Educação (MEC). De acordo com as regras, todos os participantes que atendam aos critérios especificados nos editais serão contemplados com a gratuidade, mesmo aqueles que não fizeram o pedido de isenção do Enem 2020 até o dia 17 de abril, quando encerrava o prazo. A regra vale tanto para os participantes que optarem pela edição impressa do Enem 2020 quanto para os que escolherem o digital e se aplica, inclusive, aos isentos em 2019 que faltaram aos dois dias de prova e que não tenham justificado ausência.

No ato da inscrição para o Enem 2020, terá a sua isenção de taxa garantida, de ofício, o participante que:

  • Esteja cursando a última série do ensino médio no ano de 2020, em qualquer modalidade de ensino, em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar;
  • Tenha cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio, conforme o art. 1º, parágrafo único, incisos I e II, da Lei nº 12.799, de 10 de abril, de 2013;
  • Declare estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda, nos termos do art. 4º do Decreto nº 6.135, de 26 de junho, de 2007, e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), que requer renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Nesta versão do edital do Enem consta, também, as novas cidades de aplicação do Enem Digital, agora distribuídas nas 27 unidades da Federação. Inicialmente o plano do governo era aplicar o exame em apenas 15 capitais.

A estrutura do exame no modelo digital será igual à versão impressa. As inscrições do Enem 2020 serão realizadas de 11 a 22 de maio na Página do Participante ou no aplicativo Enem. O participante que optar por fazer o Enem 2020 impresso não poderá se inscrever na edição digital e vice-versa. Após concluir o processo, o candidato não poderá alterar a opção escolhida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *