Cronograma do Fies 2020

Deseja pagar a sua graduação com algum tipo de financiamento? E que tal experimentar o Fies? Então fique atento ao cronograma com todas as datas e garanta a sua vaga! O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) abre inscrições duas vezes ao ano com vagas de financiamento em faculdades privadas espalhadas por todo o país. Esse programa foi criado com o objetivo de oportunizar o ingresso de mais estudantes de baixa renda nas faculdades, possibilitando a elas a obtenção de um diploma do ensino superior.

Esse processo seletivo é bastante concorrido, por isso os estudantes que querem se candidatar a uma vaga devem ficar atentos às datas e aos prazos divulgados. O Fundo de Financiamento Estudantil é mais um programa do governo que se baseia nas notas obtidas pelos candidatos no Exame Nacional do Ensino Médio. Por isso, sempre que cogitar buscar uma bolsa de estudo ou um financiamento estudantil, lembre-se que obter uma boa nota no Enem é o primeiro passo.

Cronograma do Fies 2020

  • Inscrições: 5 a 12 de fevereiro
  • Resultado (primeira chamada): 26 de fevereiro
  • Complemento das inscrições: 27 de fevereiro a 2 de março
  • Pré-seleção da lista de espera (modalidade Fies): 28 de fevereiro a 31 de março

Após o resultado, o estudante tem um curto prazo para se comunicar com a instituição de ensino, levar a sua documentação e depois finalizar o seu contrato com os agentes bancários.

Quem pode participar do Fies?

Para participar do Fies o candidato precisa cumprir os seguintes requisitos:

  • Ter feito qualquer Enem a partir de 2010 e obtido pelo menos 450 pontos na média das provas, além de nota acima de zero na redação.
  • Ter renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa para disputar a modalidade Fies.
  • Ter renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa para disputar a modalidade P-Fies.
  • Não ter obtido o Fies antes.
  • Não estar inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC).

Como funcionam as modalidades do Fies

Uma das exigências para se candidatar no Fies é a comprovação de renda. Além disso, no ato da inscrição o estudante precisa escolher qual modalidade deseja disputar, de acordo com o tipo de renda familiar. Por isso, vale a pena acompanhar mais detalhes sobre as modalidades do Fies:

FIES

Modalidade para aqueles candidatos com até três salários mínimos por pessoa da família, na qual o estudante terá os seguintes benefícios:

  • Juros zero.
  • Acesso à lista de espera.
  • Pagamento da coparticipação. Mensalmente, o estudante terá que pagar um pequeno valor diretamente ao banco referente aos encargos educacionais, que não são financiados.
  • Após terminar o curso, o estudante pagará o financiamento de acordo com sua condição financeira. Caso não esteja empregado, deverá pagar apenas a parcela mínima.

P-FIES

Destinado aos estudantes têm renda bruta familiar de três a cinco salários mínimos por pessoa. As características do P- FIES são:

  • Possui juros, mas varia de acordo com o banco financiador.
  • Sem lista de espera.
  • Sem pagamentos durante o curso.
  • Após concluir a faculdade, o beneficiado pagará o financiamento. Se não conseguir um emprego, deverá pagar apenas a parcela mínima.

O que fazer se eu não puder participar do Fies 2020

Se você não se encaixa nos requisitos para concorrer no Fies 2020, não se preocupe! Você pode tentar entrar diretamente na faculdade usando a forma de ingresso direto pelo Enem. Para participar do ingresso direto o estudante só precisa ter realizado alguma edição do Enem, desde 2010, e não ter zerado a redação e nenhuma das provas.

Além disso, entrando na faculdade pelo ingresso direto você concorre a bolsas e descontos diretamente com a instituição, e ainda pode tentar financiar o seu curso com total facilidade, sem precisar comprovar renda. E uma vantagem do ingresso direto pelo Enem é que é possível ser usado nas modalidades presencial, semipresencial e a distância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *